21/06/2024 às 10h52min - Atualizada em 24/06/2024 às 14h00min

Com maior delegação brasileira na NRA Show, GALUNION lista os cinco principais insights para o foodservice

Ao lado de outros especialistas, Simone Galante analisa os caminhos para o futuro do setor e como implantar as tendências no mercado nacional

DFREIRE COMUNICAçãO E NEGóCIOS
DFreire
Divulgação/Galunion


Em maio, a GALUNION levou uma delegação com mais de 200 participantes à NRA Show, em Chicago, nos Estados Unidos, visando promover uma imersão no maior evento de foodservice do mundo. A partir de tudo o que foi visto durante a iniciativa, a consultoria especializada em alimentação fora do lar mapeou os caminhos do setor que levam à inovação, geração de experiências relevantes e fidelização dos clientes, aliados ao valor das marcas. Com base em tudo que foi visto durante a missão à NRA Show, que contou com a curadoria diversos consultores da própria consultoria e teve a presença também de Dany Levkovits, presidente da Foods Brands; Renato Muller, cofundador da Käfer Content Studio, Grasiela Tesser, diretora-executiva da NL Tecnologia e Alex Söderberg, CEO da Naveia, além de visitas técnicas promovidas em diferentes redes americanas, a GALUNION desvenda quais são os cinco caminhos para o futuro do foodservice que podem ser aplicados em negócios brasileiros.
 

Fácil e conveniente

As operações de foodservice precisam ser simples, fluidas e sem erro. Não basta ser rápido: é preciso otimizar a operação para atender o consumidor como ele quiser ser servido. Nesse sentido, a velocidade pode se tornar parte da proposta de valor, mas sempre conectada à entrega de facilidade e conveniência. Isso pode se traduzir em soluções que trazem mais velocidade à preparação dos alimentos, na otimização de processos e em modelos de negócios que explorem a facilidade de compra. Redes como Buffalo Wild Wings e P.F. Chang’s abriram operações somente para delivery e take away. “É uma opção interessante para marcas de serviço completo que abrem operação somente para entrega e retirada como forma de não disputar espaço com clientes que querem a experiência de consumo no salão”, analisa a fundadora e CEO da GALUNION, Simone Galante. Fatores como facilidade e conveniência também estão em um menu simplificado. A Blue Bottle Coffee é uma rede de cafeterias que oferece opções reduzidas de cafés clássicos, especiais, salgados e doces. Ou seja, uma maneira de ser rápido e simplificar a operação e a experiência do cliente. O uso de tecnologia também é um driver importante neste quesito. A SoundHound, por exemplo, apresentou uma solução de pedidos via comando de voz, com aplicação de Inteligência Artificial que acompanhava mudanças fora de ordem no pedido de forma fluida, natural e rápida, sem erros durante a solicitação do cliente.
 

Nutrir para viver

Dados da Technomics apresentados na NRA Show mostram que 45% dos americanos estão comendo de forma mais saudável hoje em relação aos anos anteriores. Mas comida não é apenas saúde: também é nutrir a alma e aproveitar o momento. “Vivemos em um pêndulo, pois em alguns momentos focamos muito em nossa saúde física, mas em outros merecemos um comfort food ou aquele doce a mais em outros momentos, ou seja, esse pêndulo busca um equilíbrio, aliando a saúde física e mental, de forma personalizada. Para isso, percebemos que a comunicação dos produtos traz mais claramente os benefícios, e a sustentabilidade se tornou um tema importante tanto na produção quanto nas ações de marketing”, comenta a responsável por Inteligência de Mercado e Marketing na GALUNION, Nathália Royo

Durante uma das palestras ministradas na NRA Show, Einav Gefen, vice-presidente sênior da Restaurant Associates, explicou que tem visto uma redução no consumo de carne e substituição por plantas e outros ingredientes, mas não todos os dias, e que isso engloba uma questão de encontrar um equilíbrio. Outro dado mostra que 41% dos consumidores entrevistados pela Technomic nos Estados Unidos querem que os restaurantes tragam mais sabores e experiências. Para isso, as marcas têm trazido soluções proteicas com bases de cogumelo, algas, fermentações, tubérculos e grãos. Isso engloba uma geração de produtos mais naturais, biofermentados e com poucos ingredientes químicos.
 

Autêntico e transparente

Autenticidade e transparência são componentes essenciais para o futuro dos negócios, e esse é um vetor de múltiplas inovações. Transparência tem um forte componente de sustentabilidade, pois implica em mostrar o que acontece “nos bastidores” da operação. Na NRA Show, muitas soluções tecnológicas procuraram medir o consumo dos produtos e a geração de resíduos. Havia estandes com soluções que usavam visão computacional e IA para medir o desperdício, propor mudanças no cardápio e personalizar o menu de acordo com o que o consumidor tem mostrado gostar. A comunicação também precisa trazer autenticidade e, por isso, a rede de hamburguerias Five Guys deixa os sacos de batata no meio da loja, mostrando que não usam produtos congelados. Esse conceito passa pelo uso de métodos ancestrais de preparo de produtos e por ouvir os clientes de forma ativa. “Trabalhar com embaixadores naturais da marca e não com influencers profissionais, também se mostrou um ponto relevante na busca por autenticidade e transparência”, avalia a CEO da GALUNION. Mas nada disso funciona no longo prazo se não estiver conectado aos colaboradores. “Autenticidade traz retenção do time e engajamento com a empresa, o que reduz custos e aumenta a qualidade do atendimento”, analisa a responsável por Inteligência de Mercado e Marketing na consultoria. Nesse sentido, um bom exemplo é a rede Buffalo Wild Wings, que trata as campanhas de treinamento dos colaboradores com o mesmo cuidado e atenção que direciona aos consumidores.
 

Sempre relevante: uma jornada de inovação

Para lidar com um ambiente de forte concorrência, é preciso inovar constantemente. Mas inovação nem sempre é uma disrupção, e sim uma jornada constante com resultados que vão se somando. Inovações podem ser muito simples, como na Harmless Harvest, que apresentou uma água de coco carbonatada feita naturalmente, além de um smoothie produzido com água de coco e a polpa da fruta. Isso engloba mudar padrões para facilitar a comunicação sobre sustentabilidade. Em algumas redes americanas, por exemplo, o padrão agora é usar leite de aveia e não de vaca, pois o consumidor entende o valor nutricional, gosta do sabor e enxerga uma redução do impacto ambiental. Equipamentos apresentados nos estandes da feira mostraram como a inovação tecnológica precisa estar focada na experiência do consumidor. “Os fabricantes tinham como foco desenvolver soluções que acelerassem o tempo de preparação, facilitassem processos e garantissem a qualidade dos produtos. Esses são pontos essenciais para facilitar o onboarding de novos profissionais, evitar variações na qualidade, dar consistência aos negócios e entregar boas experiências aos clientes”, explicou Franz Carioba, diretor da GALUNION.
 

Tech + Touch

O uso de tecnologia, por si só, não resolve problemas. É preciso fazer com que ela seja incorporada de forma relevante, aliada ao lado humano dos negócios. Em um mercado com déficit de profissionais e dificuldade de encontrar mão de obra qualificada, a tecnologia vem sendo pensada como uma forma de automatizar processos e liberar os times para atender bem. Neste caso, o uso de robôs e da automação vem como uma forma de facilitar o dia a dia e evitar tarefas repetitivas. A tecnologia capacita mais pessoas a atender clientes e realizar atividades, não substituindo trabalhadores, mas os empoderando. E aqui há um componente importante de inclusão: robôs que levam pratos para a cozinha ou trazem os pedidos para o salão ajudam colaboradores seniores, que teriam mais dificuldade em lidar com peso. Ou ainda, soluções de atendimento remoto podem viabilizar o trabalho de PCDs no foodservice. Nas palestras do evento, Jennifer Bell, CMO da Lettuce Entertain You, resumiu bem o equilíbrio entre tecnologia e pessoas: “Use a tecnologia para trazer de volta a hospitalidade”.

 

Notícia distribuída pela saladanoticia.com.br. A Plataforma e Veículo não são responsáveis pelo conteúdo publicado, estes são assumidos pelo Autor(a):
CAROLINE SOUZA SANTOS GARCIA
[email protected]

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://canalcomq.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp