26/01/2024 às 08h41min - Atualizada em 26/01/2024 às 08h41min

Tamoios e Mogi-Bertioga têm interdições por conta da chuva; veja alternativas

Dois dos principais acessos ao litoral estão com bloqueios em razão do alto volume de chuva nos últimos dias

Redação

Estadão
Dois dos principais acessos ao litoral do Estado de São Paulo que foram interditados entre a noite de quarta-feira, 24 e a manhã de quinta, 25, devido ao excesso de chuvas na região, permanecem bloqueados nesta sexta, 26.

A Rodovia Mogi-Bertioga, acesso à parte sul do litoral norte, foi bloqueada na manhã de quinta-feira devido à queda de uma barreira no trecho de serra. Já a Rodovia dos Tamoios, principal ligação com a parte norte do litoral paulista, teve a pista sentido Caraguatatuba interditada, na noite de quarta-feira, devido ao risco de deslizamentos.


Por volta das 9h30 da manhã de quinta-feira, um barranco deslizou na Serra Velha (km 73) quando já não havia mais o tráfego de carros na via. Em razão do feriado na capital pelo aniversário de São Paulo, o tráfego estava acima do normal e havia congestionamentos.

A serra antiga da Tamoios, que já havia sido interditada pelo excesso de chuvas na terça-feira, 23, voltou a ser interditada às 20h30 de quarta-feira pelo mesmo motivo, permanecendo bloqueada até esta quinta-feira.

Conforme a concessionária, o fechamento da pista sentido litoral no trecho de serra acontece toda vez que o índice de chuvas na região acumula 100 milímetros no espaço de 72 horas. O fluxo segue em operação especial pela serra nova.



Na Mogi-Bertioga, a queda de barreira aconteceu no trecho de serra, entre os municípios de Biritiba-Mirim e Bertioga, na altura do km 84. Segundo o Departamento de Estradas de Rodagem (DER), equipes já trabalham no local. A interdição da rodovia começa no km 69, em Mogi das Cruzes, na região metropolitana de São Paulo.

Rotas alternativas: SP 99 Rodovia dos Tamoios ou SP150 e SP160 (Sistema Anchieta-Imigrantes).

Alerta

O litoral de São Paulo tem alerta de chuvas intensas pelo menos até sábado, 27. De acordo com a Defesa Civil, os acumulados de chuva podem chegar a 150 milímetros, com potencial para causar grande impacto na população.

Em São Sebastião, onde um temporal causou a morte de 64 pessoas em fevereiro do ano passado, as sirenes de alerta em áreas de risco, como a Vila Sahy, chegaram a ser acionadas, na noite desta quarta, avisando os moradores para deixarem as casas e irem para locais seguros. A situação é monitorada pela Defesa Civil.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://canalcomq.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp