26/01/2024 às 11h32min - Atualizada em 26/01/2024 às 11h32min

CBF é processada após menino ser obrigado a ficar de cueca em jogo da seleção feminina

Caso aconteceu antes do amistoso entre Brasil e Japão, realizado na Arena Corinthians

Redação

O Globo

Lembra do lamentável caso em que um pequeno torcedor da seleção brasileira feminina de futebol teve de entrar na Arena Corinthians, em SP, apenas de cueca após determinação contra o uso de uniformes que não os da seleção?

Pois as mães do menino, Bruna Matia e Beatriz Mancini, estão processando a CBF e a Arena Corinthians pelo constrangimento causado por ocasião do jogo entre Brasil e Japão, em 30 de novembro do ano passado.

Como se sabe, diversos torcedores foram proibidos de entrar no estádio com peças de seus times do coração. No caso de Bruna, Beatriz e a da criança de 4 anos, a organização obrigou que todos retirassem as peças com referências ao Corinthians. Resultado: o menino ficou apenas de cueca, sem ter o que vestir.

 

"A ação não é só de reparação pelos danos e traumas causados, mas também serve como sanção educativa. É evidente a falha em informações e o total despreparo dos funcionários das rés. Todo o constrangimento e a situação vexatória foram causados pela ausência de informações sobre o evento", avalia Monique Somose, advogada das mães.

A família cobra R$ 56 mil de indenização por danos morais diante da "evidente a humilhação sofrida pelas partes, o constrangimento e a violência moral realizada". Após a repercussão negativa, ainda na data da partida, a CBF informou que a "decisão de proibir a entrada de torcedores com camisa de clubes não partiu da Confederação". O caso está na Justiça de SP.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://canalcomq.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp