29/01/2024 às 10h06min - Atualizada em 31/01/2024 às 00h01min

Carnaval chegando: como evitar a ressaca e os cuidados que se deve ter com remédios

Especialista lista motivos para efetuar manutenções nos veículos a fim de priorizar a segurança

Deiwerson Damasceno
Divulgação


Fábila Fernanda dos Passos da Rosa, coordenadora dos cursos de Nutrição e Enfermagem da Faculdade Anhanguera, explica a eficácia e os potenciais riscos associados aos remédios de ressaca, comummente usados durante os períodos de folia
 

Conhecido pela sua tradição no país e festividades, o Carnaval pode fazer com que os foliões enfrentem muitos efeitos colaterais dessa diversão, uma delas é a temida ressaca. Com a crescente disponibilidade de remédios específicos para combater esse mal-estar pós-festa, surge a dúvida: esses produtos são realmente benéficos ou apenas uma ilusão de alívio? 

Segundo Me. Fábila Fernanda dos Passos da Rosa, coordenadora dos cursos de Nutrição e Enfermagem da Faculdade Anhanguera de São José (SC), os remédios de ressaca estão disponíveis em diversas formas, desde comprimidos efervescentes até bebidas isotônicas e suplementos vitamínicos.
 

"Por ser imediato e de fácil acesso, muitas pessoas acabam recorrendo a esses medicamentos sem a devida atenção ou prescrição médica a fim de buscar um alívio rápido para os sintomas desconfortáveis da ressaca. O ideal é sempre tomar cuidado e buscar informação médica, haja vista que há a possibilidade de o medicamento possuir algum componente alérgico sem que a pessoa saiba, por exemplo. Entretanto, há de se mencionar que esses remédios, que enfatizam a reposição de eletrólitos e vitaminas, são benéficos e podem sim auxiliar, inclusive, no combate à desidratação e perda de nutrientes durante a ingestão de álcool," explica.

Em todo caso, a especialista enfatiza que não há melhor remédio do que moderar o consumo de álcool. Fábila aponta ainda alternativas naturais que podem ser benéficas para combater a ressaca. “Ingestão de água, alimentos ricos em nutrientes e descanso adequado são ações básicas que podem auxiliar no alívio sem medicação”. 

Por fim, a especialista dá algumas dicas para evitar a ressaca. Confira:

  • Intercale o consumo com a ingestão de água. Evite consumir álcool com o estômago vazio, pois isso pode aumentar a irritação no revestimento do estômago;
  • Certifique-se de comer antes de beber. Além disso, evite misturar álcool com sucos cítricos ou refrigerantes ácidos, pois isso pode aumentar a irritação estomacal;
  • Ter uma alimentação saudável, ricas em frutas, verduras e legumes, como fonte de carboidratos e proteínas;
  • Não se deite imediatamente após comer ou beber, pois isso pode afetar negativamente na digestão;
  • Opte por uma única bebida alcoólica e evite misturar diferentes tipos. Isso pode reduzir a gravidade da ressaca;
  • Algumas pessoas encontram alívio tomando suplementos como vitamina B e C antes ou depois de consumir álcool;
  • Garanta uma boa noite de sono após consumir álcool. O descanso ajuda na recuperação do corpo;
  • Opte por uma refeição leve na manhã seguinte à ingestão de álcool. Alimentos ricos em nutrientes podem ajudar a repor as energias;
  • O exercício pode ajudar a acelerar o metabolismo, ajudando na eliminação do álcool do organismo. No entanto, evite exercícios intensos se estiver desidratado;
  • Chás e líquidos claros: Chás de ervas e líquidos claros podem ajudar a aliviar a sensação de náusea e reidratar o corpo.

Sobre a Anhanguera 

Fundada em 1994, a Anhanguera oferece educação de qualidade e conteúdo compatível com as necessidades do mercado de trabalho por meio de seus cursos de graduação, pós-graduação, cursos Livres, preparatórios, com destaque para o Intensivo OAB (Ordem dos Advogados do Brasil); profissionalizantes, nas mais diversas áreas de atuação; EJA (Educação de Jovens e Adultos) e técnicos, presenciais ou a distância, visando o conceito lifelong learning, no qual proporciona acesso à educação em todas as fases da jornada do aluno. São mais de 15 mil profissionais e professores entre especialistas, mestre e doutores.         

Além disso, a instituição presta inúmeros serviços à população por meio das Clínicas-Escola, na área de Saúde e Núcleos de Práticas Jurídicas. A Anhanguera tem em seu DNA a preocupação em compartilhar conhecimentos com toda a sociedade a fim de impactar positivamente as comunidades ao entorno das instituições de ensino. Para isso, conta com o envolvimento de seus alunos e colaboradores a partir de competências alinhadas às práticas de aprendizagem e que contribuem para o desenvolvimento do País.          

Com grande penetração no Brasil, a Anhanguera está presente em todas as regiões com 106 unidades próprias e 1.398 polos em todos os estados brasileiros.           

Acesse o site e o blog para mais informações.       

 

Assessoria de imprensa Faculdades Anhanguera
 Deiwerson Damasceno - [email protected]
 (11) 98455-3620


Este conteúdo foi distribuído pela plataforma SALA DA NOTÍCIA e elaborado/criado pelo Assessor(a):
U | U
U

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://canalcomq.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp