22/02/2024 às 22h23min - Atualizada em 23/02/2024 às 08h00min

Cia Raros Circo e Teatro apresenta quatro espetáculos em seis cidades do Estado de São Paulo

Verbo Nostro
Verbo Nostro
foto de Rogener Pavinski


A Cia Raros Circo e Teatro mergulha num novo projeto de arte-educação e apresenta quatro dos seus espetáculos para estudantes: “Clowflitos Amorosos”, “Clowfusão, os Internacionalmente Desconhecidos”, Reciclown Circus” e “Tradição, Paixão e Circo”. O circuito teve início em Pontal na última terça-feira (20/2) para alunos da EMEF Profª Esméria Silva Andrucioli. Depois, a trupe passa por Pontal, Serrana, Jardinópolis, Batatais e Sertãozinho. (Ver agenda no serviço abaixo).

Foto de Pedro Son

Segundo o coordenador geral da Cia Raros Circo e Teatro, Fábio Brasileiro, a mostra traz uma pluralidade de produções, visando divertir, impactar e instruir os alunos com apresentações seguidas de bate-papo com os artistas, que apresentam a linha de cada espetáculo e as pesquisas envolvidas nas diferentes produções. “Com essa interação, nos aproximamos ainda mais do público”, comenta. 
  

Foto de Pedro Son e Rogener Pavinski 

O objetivo principal do projeto é colaborar com as Secretarias de Educação do interior de São Paulo, que segundo Brasileiro, têm buscado transformar a escola em um ambiente mais acolhedor. “Com a realização do projeto, incentivamos a convivência pacífica entre os estudantes através de atividades culturais”, alerta o artista.

Proposta 
Com quatro espetáculos de linguagens diferentes, a trupe tem uma missão importante: ressignificar os espaços escolares e transformar o clima de insegurança e medo nos estudantes e na comunidade escolar em geral. “A arte pode ser uma ferramenta terapêutica na promoção da saúde mental. Ela é capaz de reduzir o estresse, promover o autoconhecimento, despertar a criatividade, proporcionando um senso de realização e propósito”, enumera Fábio Brasileiro. 

Foto de Pedro Son

Além dos benefícios já mencionados, as apresentações de circo e teatro também podem ajudar a promover a empatia e o respeito entre os estudantes, uma vez que o fazer artístico e apreciar a arte proporcionam ao indivíduo a possibilidade de acessar diferentes áreas de sua formação como ser humano -  ao permitir o contato com diferentes realidades, opiniões, formas de expressão – “o que enriquece suas habilidades afetivas, intelectuais, éticas e sociais de forma poética”, acrescenta o coordenador do projeto.

O grupo revela que, ao proporcionar a uma criança ou adolescente a possibilidade de apreciar espetáculos com linguagens artísticas tão ricas como o circo e teatro, ela, desde cedo, pode aprender a se relacionar melhor consigo mesma e com a sociedade ao seu redor. “Também visamos, através das propostas estéticas, gerar o enriquecimento artístico dos envolvidos (equipe e público) e aumentar o referencial estético individual do público”, avalia a artista Daniella Brasileiro.  

Foto de Pedro Son

Cada encontro, um espetáculo
Os espetáculos do novo circuito itinerante da Cia Raros Circo e Teatro abordam questões relevantes, como a historicidade do circo clássico no espetáculo "Clownfusão, Os Internacionalmente Desconhecidos"; questões socioambientais com o "Reciclown Circus", a resolução de conflitos pessoais no "Clowflitos Amorosos" e, finalmente, a importância da arte circense frente às novas tecnologias e às mídias sociais - tratadas no espetáculo "Tradição, Paixão e Circo". 

Essas quatro diferentes abordagens visam contribuir para a diversão, descontração e construção de novos conhecimentos e formação de atitudes e valores que reflitam no desenvolvimento integral do público. “Por outro lado, no momento da criação e desenvolvimento dos espetáculos, nos preocupamos principalmente com a estética, pensando em figurinos com composições de cores, estilos e formas afim de potencializar aspectos visuais da cena, criação de cenas que contenham manipulação de objetos inusitados para o imaginário infantil, cenas cômicas com situações da vida cotidiana, e por fim, utilizamos técnicas circenses reconhecidamente desafiadoras – são ferramentas que arrancam suspiros, risos e despertam a curiosidade de quem assiste”, descreve Fábio Brasileiro.

O grupo busca oferecer aos jovens espectadores uma experiência artística que os ajude a entender melhor o valor da vida e das relações humanas. “Imprimimos neste trabalho olhar artístico sofisticado e simbólico, tentando não sermos condescendentes, simplistas ou banalizar a infância”. Outro ponto que move os artistas é a crença de que a qualidade no circo teatro para crianças promove resultados positivos e permanentes na formação de gerações de cidadãos mais conscientes e solidários, com mais compaixão e empatia com o outro. “Dentro desta perspectiva, acreditamos estarmos contribuindo para que o teatro e o circo voltados à infância e à juventude, além do papel como formadores de novas plateias, cumpram também uma função pedagógica e social e cultural de extrema importância”, complementa a artista Daniella Brasileiro.

SERVIÇO
AGENDA


Pontal/SP
EMEF - Profª Esméria Silva Andrucioli
R. Augusta Cassarole Bonardi, 273 - Jardim Raimunda Fernandes, Pontal – SP

20/02 
10h – “Reciclown Circus”
13h – “Clownfusão, Os Internacionalmente Desconhecidos”

Escola Municipal de Educação Infantil Mário Pedro
R. João Toti, 284 - Vilage Tropical, Pontal - SP

22/02 
10h – “Tradição, Paixão e Circo”
13h – “Clownflitos Amorosos”

Serrana/SP
EMEF Prof. Edezio Monteiro De Oliveira
R. Roraima, 37, Serrana – SP

21/02 
10h – “Reciclown Circus”
14h – “Clownfusão, Os Internacionalmente Desconhecidos”

EMEF Paulo Sergio Gualtieri Betarello
R. Santa Cruz, 1801, Serrana – SP

28/02
10h – “Tradição, Paixão e Circo”
14h – “Clownflitos Amorosos”

Jardinópolis/SP
EMEF "Américo Salles Oliveira"
R. Sete de Setembro, 121 - Centro, Jardinópolis – SP

06/03
10h – “Tradição, Paixão e Circo”
13h30 – “Clownfusão, Os Internacionalmente Desconhecidos”

EMEF "Geny Martins Costacurta"
Endereço: RUA Nicolau Giudice, 333 Bairro: Cohab Elza Princivalee S. Reis  

13/03
10h – “Reciclown Circus”
13h30 – “Clownflitos Amorosos”

Brodowski/SP
EMEF Nair D P Franzoni
Av. Dr. Rebouças, 443, Brodowski - SP

08/03 
9h30 – “Tradição, Paixão e Circo”
14h – “Clownflitos Amorosos”

EMEF Tiradentes
R. Floriano Peixoto, 1353 - Centro, Brodowski - SP

15/03
9h30 - “Reciclown Circus”
14h – “Clownfusão, Os Internacionalmente Desconhecidos”

Batatais/SP  
Escola Municipal Celia Bueno Cavalcanti de Albuquerque
R. Benjamin Constant, 650 - Vila Maria, Batatais - SP
27/02 
10h – “Reciclown Circus”
13h – “Clownfusão, Os Internacionalmente Desconhecidos”
 
EMEB do CAIC Professor Gilberto Dalla Vecchia
R. Cel. Joaquim Marquês, 1260 - Riachuelo, Batatais - SP
29/02
10h – “Tradição, Paixão e Circo”
13h – “Clownflitos Amorosos”

Sertãozinho/SP (a definir)


Sobre a Cia Raros Circo Teatro
Fundada em 2016, em Ribeirão Preto, no interior de São Paulo, por Fábio Brasileiro, João Marcílio e Daniella Brasileiro, a Cia Raros Circo Teatro é um grupo de circo e teatro de repertório, que aposta no trabalho para além dos limites do espaço cênico. As pesquisas que balizam a concepção de cada espetáculo são realizadas em quatro eixos: popular (não apenas como linguagem, mas como meio de produção e difusão cultural), dramaturgia autoral, ocupação de ruas e espaços não convencionais, compartilhamento de saberes e formação de público.

Desde 2017, a Raros Circo Teatro tem realizado apresentações e ações formativas em cidades afastadas dos grandes centros urbanos do Brasil. Promoveu circulações em pequenas cidades e povoados no sertão Nordestino (Paraíba e Ceará), e ainda executa circulações independentes em cidades do interior paulista em escolas, ruas e praças. Tem em seu repertório quatro espetáculos: Clownfusão, Os Internacionalmente Desconhecidos (2016); Clownflitos Amorosos (2019); Reciclown Circus (2021) e o Tradição, Paixão e Circo (2022), todos com premiações e inúmeras apresentações no estado de São Paulo. 

A companhia tem alcançado destaque no cenário cultural e críticas positivas nos últimos anos, sempre valorizando a linguagem do circo e teatro, com um olhar sensível sobre a multiplicidade da poética da arte circense, pensando nas infinitas possibilidades do campo de atuação cênica. É presença constante em festivais nacionais e internacionais.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://canalcomq.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp