26/02/2024 às 17h17min - Atualizada em 27/02/2024 às 00h05min

Em tempos de incerteza climática, PlantVerd oferece reflorestamento com garantia

Startup se destaca por garantir a entrega sem novos aportes de seus projetos; Ao oferecer o Ativo Verde, os clientes podem comprar áreas que já estão com o processo de restauração avançado

Assessoria de Imprensa
Divulgação


Ao assumir  a meta de recuperar 12 milhões de hectares de florestas até 2030 ao assinar o Acordo de Paris, o Brasil iniciou o incentivo a grandes projetos de reflorestamento por parte de empresas e governos. 

O mercado além de ser importante, também é bastante convidativo, uma vez que segundo a consultoria McKinsey, a demanda por créditos de carbono no mundo pode crescer 15 vezes ou mais até 2030, e até 100 vezes até 2050, passando de uma movimentação de US$ 1 bilhão em 2021 para US$ 50 bilhões em 2030. O Brasil concentra 15% do potencial global de captura de carbono por meios naturais.

Já existem opções de empresas focadas no reflorestamento no país. O ano de 2023, porém, de acordo com Antônio Borges, CEO da PlantVerd, foi extremamente difícil para esse setor. “Uma vez que devido às mudanças climáticas, e aos diversos eventos meteorológicos que ocorreram nas diversas regiões do país, perdas em projetos de reflorestamento foram registrados em todo Estado de São Paulo, causando assim a necessidade de uma nova injeção de recursos por parte dos contratantes”, comenta.

No entanto, de acordo com o executivo, a PlantVerd, se destaca por ser uma empresa que garante a entrega de seus projetos de reflorestamento, sem a necessidade de novos aportes, já que trabalha na modalidade Ativo Verde, criada no Estado de São Paulo a partir da proposta da startup, onde os reflorestamentos são iniciados com recursos próprios da empresa e sua comercialização só acontece depois que a área já está em processo de de restauração. “Essa estratégia, possibilita o melhor planejamento e previsibilidade para a implantação dos projetos, fazendo com que as áreas implantadas, sejam pouco ou quase nada afetadas por esses desastres meteorológicos”, explica. 

Com pouco mais de 3 anos desde a criação da lei do Ativo Verde, a PlantVerd já disponibilizou mais de 750 hectares de novas florestas, sendo implantadas antes mesmo das obrigações das empresas que precisam suprimir vegetação. Criada em 2013, a startup atua como uma fornecedora de serviços que buscam transformar ecossistemas através do reflorestamento, causando um impacto positivo não só no meio ambiente, como em todo o seu entorno. A empresa, já plantou mais de 3 milhões de mudas, recuperando cerca de 2.500 hectares e neutralizando em torno de 56.000 Kg de carbono por dia.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://canalcomq.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp