27/02/2024 às 10h30min - Atualizada em 29/02/2024 às 00h08min

Saiba tudo sobre blefarite, inflamação nas pálpebras que tem afetado cada vez mais as mulheres que fazem uso constante de maquiagem e cílios postiços 

Especialista do Oftalmos - Hospital de Olhos, de Santa Catarina, explica que, embora a doença não tenha cura, o tratamento precoce garantirá diminuição dos sintomas e maior qualidade de vida

Redação
http://oftalmos.com.br/home/
Freepik


Cuidados essenciais com os cílios e o uso adequado de maquiagem são fundamentais para prevenir a blefarite, uma inflamação na borda das pálpebras e base dos cílios frequentemente confundida com conjuntivite. O alerta é do Dr. Fernando Ramalho, especialista em cirurgia refrativa no Oftalmos - Hospital de Olhos, de Balneário Camboriú e região (Bombinhas, Blumenau, Brusque, Camboriú, Florianópolis, Itajaí, Itapema, Nova Trento, Pomerode), que destaca a importância de reconhecer sintomas como coceira, cílios grudando, olhos vermelhos e ardência.


"Embora a blefarite seja crônica e não tenha cura, o tratamento adequado, iniciado precocemente, pode melhorar significativamente a qualidade de vida dos pacientes", explica o médico. "É essencial realizar a higienização adequada das pálpebras e cílios, e em alguns casos, antibióticos orais podem ser prescritos em conjunto com a higiene local”, explica Dr. Fernando.
 

Após o início do tratamento, Dr. Fernando observa que é comum uma melhora dos sintomas em cerca de 15 dias, mas ressalta a importância de manter os cuidados regularmente. "Evitar o uso de maquiagem nos cílios é recomendado, mas se necessário, prefira produtos à base de água e remova-os completamente antes de dormir", adverte o médico. Outra dica importante: a limpeza com água morna e shampoo neutro ou produtos específicos também é benéfica para eliminar impurezas.

Para prevenir futuros problemas, Dr. Fernando enfatiza a necessidade de evitar o aparecimento de condições dermatológicas que contribuam para o acúmulo de oleosidade na região das pálpebras, já que seu excesso é um fator facilitador para o surgimento da blefarite."O tratamento correto é crucial para aumentar a qualidade de vida. Em casos específicos, o uso de antibióticos orais pode ser indicado, porém, sempre em conjunto com a boa higienização local", conclui Dr. Fernando.
 

Sem preguiça 
Para evitar a doença e controlar a condição, alguns cuidados diários, executados com regularidade, são necessários, como: lavar bem a região dos cílios e pálpebras, evitando o acúmulo de poeira, poluição e maquiagem. A limpeza tem que ser realizada todos os dias. Se fizer uso de make, é recomendável preferir produtos à base de água e não de óleo, e sempre remover todos os resíduos antes de dormir, pois o contato prolongado da maquiagem com os olhos pode potencializar os sintomas. A limpeza com água morna e shampoo neutro ou produtos específicos também ajuda a eliminar as impurezas que se depositam nas pálpebras e raiz dos cílios. E, ao notar qualquer sintoma ou vermelhidão, procure um oftalmologista, pois pode ser necessário um tratamento específico para garantir a saúde ocular. 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://canalcomq.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp