25/03/2024 às 15h31min - Atualizada em 26/03/2024 às 00h05min

Instituto Cervantes de São Paulo celebra o mês da mulher

Inauguração de duas exposições de artistas espanholas

BEATRIZ LOPES SAMPAIO
Instituto Cervantes de São Paulo


Instituto Cervantes de São Paulo celebra o mês da mulher com
a inauguração de duas exposições de artistas espanholas

Acabam de ser inauguradas duas exposições que apresentam o trabalho das artistas espanholas Noemí Carpu e Erika G. Robledo, ambas abordando temáticas relacionadas à mulher.
"Desnudando a feminilidade", de Noemí Carpu, conduz o espectador nas complexidades do mundo feminino, questionando e explorando o significado de ser mulher. Desafiando as definições convencionais de feminilidade e rompendo com os papéis de gênero limitantes, a artista interroga as fronteiras culturais que moldam a identidade feminina: Ser mulher é algo universal ou moldado pela cultura? A obra faz refletir sobre quem define a feminilidade e se as mulheres podem se sentir verdadeiramente livres diante das expectativas sociais. O objetivo central é libertar as mulheres de definições externas, fomentando a autenticidade e abrindo espaços para o diálogo inclusivo sobre as diversas identidades de gênero, desde mulheres cis até mulheres trans. A exposição busca promover uma sociedade que celebre a diversidade feminina em todas as suas formas.
A obra de Noemí desafia as convenções estabelecidas sobre o feminino, explorando a complexidade da identidade de gênero. Suas criações constituem uma reflexão visual, questionando e celebrando a diversidade da experiência feminina.
Já Erika G. Robledo apresenta a exposição "Rebel&Arte", onde a rebeldia e a revelação se fundem na busca da análise e compreensão da alma humana através do retrato. A fotografia de retrato serve a Erika para expressar sua inventividade e criatividade, alinhando-se com a fotografia artística conceitual. Deste modo, o retrato é construído a partir do que a fotógrafa deseja comunicar da pessoa retratada: sua essência, sua história, seu estado de espírito.
Para Erika, capturar a natureza humana em suas criações, com toda sua veia artística e compositiva, está a serviço do conceito ou ideia que deseja expressar do personagem. Os elementos de expressão plástica se organizam com base em metaforizar a ideia conceito e transmitir uma mensagem ou uma história de vida. Erika cuida até o extremo dos valores compositivos e plásticos para a transmissão da mensagem e da história pessoal a ser narrada. É o clarão de luz que desnuda a alma eternizada em uma imagem.

Serviço
"Desnudando a feminilidade", de Noemí Carpu
"Rebel&Arte", de Erika G. Robledo
Local: Espaço expositivo do Instituto Cervantes de São Paulo
Endereço: Avenida Paulista, 2.439.
Visitação: até o dia 20 de abril de 2024.
Funcionamento: de segunda a sexta, das 10h às 20h; aos sábados, das 9h às 14h.
Informações à imprensa
BriefCom Assessoria de Comunicação: Bia Sampaio: (21) 98181-8351/[email protected]




 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://canalcomq.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp